Logo

Artigos - Visualizando artigo

Foi dada a largada para a entrega da declaração do IRPF/2021

Foi dada a largada para a entrega da declaração do IRPF/2021

 

A entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física – IRPR de 2021 se inicia 01/03 e vai até 30/04, portanto, orientamos os clientes e parceiros a começarem a separar e nos enviar as informações.

De acordo com as regras da Receita Federal do Brasil, deverá obrigatoriamente entregar a Declaração a pessoa física que:

  • Recebeu rendimentos tributáveis cuja soma foi superior a R$ 28.559,70;
  • Em caso da atividade rural, obteve receita bruta acima de R$ 142.798,50;
  • Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, em valor superior a R$ 40.000;
  • Obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas, em qualquer mês do ano 2020;
  • Pretende compensar prejuízos com a atividade rural de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2020;
  • Em 31 de dezembro de 2020 possuía ou era proprietário de bens ou direitos, inclusive terra nua, em valor superior a R$ 300.000,00.

Veja a lista dos documentos e comprovantes essenciais:

 

Informes de Rendimentos

  • Do empregador (salário);
  • De distribuição de lucros;
  • De aluguéis recebidos;
  • De aposentadoria e/ou pensão;
  • De rendimentos bancários e outras instituições financeiras;
  • De Arrecadação de Receitas Federais – Darf;
  • Comprovantes e documentos de outras rendas – pensão alimentícia, doações, herança e outros.

 

Comprovantes de Pagamentos

  • Doações;
  • Pagamentos de despesas com educação;
  • Pagamentos de pensão alimentícia, determinada por decisão judicial;
  • Recibos de pagamentos de serviços médicos ou odontológicos;
  • Pagamentos ou informe de rendimento de plano ou seguro saúde com Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ da empresa;
  • Recibo de pagamento da Previdência Social e/ou privada – com CNPJ da empresa emissora;
  • Carnês de contribuições feitas ao INSS de empregados domésticos: Guia da Previdência Social (do ano todo) e carteira profissional de empregado doméstico.

 

Renda Variável

  • Documento de Arrecadação de Receitas Federais – Darfs de renda variável;
  • Informes de rendimento auferido em renda variável;
  • Controle de compra e venda de ações e a apuração mensal de imposto.

 

Bens e Direitos

  • Boleto do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU de 2020;
  • Escritura de compra e venda de imóvel / cópia da matrícula do imóvel;
  • Informes de saldos bancários em 31/12/2020;
  • Outros comprovantes de compra e venda de bens e direitos.

 

Atividade Rural

  • Informe de financiamentos rurais contraídos e pagos em 2020;
  • Informes já liberados nos aplicativos;
  • Livro caixa 2020.

 


Voltar


Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.

topo site
ajuda-chat
ajuda-chat
ajuda-chat_open