Logo

Artigos - Visualizando artigo

FRAUDE NO USO DE CNPJ POR TERCEIROS

 

 

Em tempos de instabilidade econômica, crédito escasso e uma taxa de desemprego ainda alta, o número de golpes e fraudes tem aumentado de forma drástica, e a prevenção contra essas fraudes devem ser redobradas não apenas pelos consumidores, mas também por parte das empresas comerciais e rurais.

 

Devido ao acesso de dados de pessoas físicas e jurídicas serem públicas na internet, ocorre que, diariamente inúmeras empresas em todo o país são vítimas de fraudadores que utilizam o CPF e CNPJ para diversas transações, com o intuito de tirar proveito do nome da organização, podendo gerar protestos, bloqueios, cancelamento de notas fiscais e compras de mercadorias e produtos.

 

Entre os principais casos de fraude com o CNPJ, destacam-se:

·         Fraudes utilizando CNPJ de empresas idôneas para acobertar operações ilegais;

·         Compras de mercadorias.

 

 

04 DICAS DE COMO SE PROTEGER CONTRA FRAUDES EM SEU CNPJ:-

 

1.    Comunique aos seus fornecedores de sua cidade e região, para não fornecer referências comerciais a pedido de empresas estranhas e principalmente de empresas distantes e de outros Estados;

 

2.    Comunique também, ao seu gerente bancário para não dar referencias bancárias;

 

3.    Desligue imediatamente caso receba uma ligação de um desconhecido dizendo ser de uma empresa ou órgão governamental. Não passe endereço, contanto e dados pessoais e da sua empresa;

 

4.    Desconfie também, de pessoas ligando dizendo ser fiscal da Fazenda ou Receita Federal, pois, esses Órgãos se comunicam via correio ou via DEC (Domicilio Eletrônico Contribuinte).

Desta forma, se fraudadores tentarem comprar algum produto em seu CNPJ, essas 4 dicas colocadas em pratica irão dificultar que a fraude ocorra.

 

BOA NOTÍCIA:- O projeto de marco legal que regulamenta o uso, a proteção e a transferência de dados pessoais no Brasil foi aprovado pelo Plenário do Senado, por unanimidade. O texto garante maior controle dos cidadãos sobre suas informações pessoais: exige consentimento explícito para coleta e uso dos dados, tanto pelo poder público quanto pela iniciativa privada, e obriga a oferta de opções para o usuário visualizar, corrigir e excluir esses dados. O texto, já aprovado na Câmara dos Deputados, segue para a sanção presidencial.

 

Existem soluções/softwares para monitorar seu CNPJ, e caso queira saber mais entre em contato conosco.

 

Mediante esse cenário, temos sempre que lembrar do Ditado Popular:

QUANDO A ESMOLA É DEMAIS O SANTO DESCONFIA”.

 

 

Cordialmente,

SOLUÇÃO CONTÁBIL ANDRÉ LUIZ 


Voltar


Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.

topo site
ajuda-chat
ajuda-chat
ajuda-chat_open